18 de mar de 2010

Deixando os fardos, desfrutando da Graça





“Bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva os nossos fardos” Sl 68:19


            Tenho muito meditado nesses dias porque tantas pessoas tem desenvolvidos tantas síndromes, como a do pânico e temos ouvido muitas pessoas que chegam para compartilhar que estão com sintomas de depressão, outras relatam que conhecem pessoas que estão assim.
            Certa época da minha vida com certeza eu olharia para essa pessoa e pensaria dentro de mim: demônio. Mas graças a Deus hoje tenho tido uma outra visão devido mesmo à situações que passei de maneira pessoal, pois tive uma depressão pós-parto muito intensa e talvez muito mal cuidada e aí sim creio que Deus teve uma misericórdia de mim tão abundante, o que não garanto que ainda não tenho recaídas. No final do ano de 2009 eu ainda tive uma recaída sim. Tive também familiares que lutaram contra a síndrome do pânico, onde sofri muito em ver alguém que amo tanto daquela forma. Tenho convivido com pessoas hoje que estão nessa batalha tão cruel.
               Pois bem, depressão pós-parto ainda se entende, meu caso foi muito forte, eu não digeri ver minha filha como vi, porque na hora eu fingi que não estava vendo, literalmente, não chorei, travada estava,travada fiquei. Enfim, mas e esses casos que surgem assim, de repente. Eu estive pensando bastante, sei que existe um cunho físico também, mas com certeza sem medo de errar existem fardos que a pessoa vai carregando sem perceber, e uma hora isso pode explodir para isso. Estive conversando com um amado neste sábado, quando voltava da minha aula de espanhol e eu na tentativa de explicar o que era mágoa, acabei dando um exemplo que acabei gostando. A Mágoa ( que é um fardo,sim) é como um cadáver. Devido as cobranças da religiosidade, a pessoa ao invés de tratar o problema em Cristo, ela faz assim: Pega o cadáver vivo, ou seja, podre e vivo, joga terra por cima. Enterra. Mas ele não para de ebolir sujeira porque continua ativo dentro dessa pessoa. Com o passar dos anos, isso gera uma podridão dentro desse emocional que a pessoa acaba numa depressão intensa. Não estou generalizando que todas depressões são mágoas,ok.  Podemos colocar vários fardos que podem gerar isso. Vejamos alguns exemplos:
a)    O Fardo do excesso de trabalho: sim, o trabalho enobrece o homem, mas o exagero o leva a um esgotamento físico que pode sim gerar um fardo com conseqüências como stress, depressão, etc.


b)    O Fardo da vida financeira : O desemprego deixa o homem destruído, pois a dignidade é tudo para um pai de família. Ou então ele trabalha e ganha tão pouco que não é suficiente para suprir. Isso traz um sentimento de derrota muito grande. Existem pessoas que não suportam passar por isso e uns leva mesmo até o suicídio. É algo muito sério.

c)    O Fardo do pecado encoberto: “ Enquanto calei meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos constantes gemidos todo dia.Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim” Sl 32:3-4. Muitas pessoas carregam sentimentos de culpa, umas por um dia terem pecado porque somos ensinados que quem ama obedece, mas, somos carne e muitas vezes amamos e desobedecemos. Vemos muitos líderes que carregam esse peso, pessoas que caem e não se levantam mais. Eu nunca defendi que as coisas de Deus devem ser de qualquer maneira, mas não podemos anular a Graça, pois o nosso senso de justiça não é o de Deus. A gente pensa que tudo funciona de uma forma, mas quem sonda coração é só Deus. Olho para Davi e confesso, que se me decepciono cada vez que leio sobre seu pecado. E piro mais ainda quando vejo como Deus fez com Davi, porque Deus mandou o profeta dar um chacalhão nele, ou seja, o bonitinho não se arrependeu sozinho vendo o que tinha feito. Isso para muito de nós seria chamado de remorso, não é mesmo? Mas Deus o confrontou, ele pagou sim a conseqüência porém não deixou de ser chamado de “homem segundo o coração de Deus”. Muitos carregam o fardo da culpa, talvez esse pecado já foi confessado à Deus, mas por ter se calado a pessoa carrega isso, enquanto o próprio Deus já o perdoou. E outras não confessam, preferem se esconder e carregam esse fardo que um dia os levará a algum lugar, seja a uma depressão, um pânico, seja o que for.

d)    O Fardo da Religiosidade : Esse fardo muitos tem carregado e não tem sequer percebido. Eu estava vindo de um lugar e estava com uma pessoas e esta eu me cansei só de ouvi-la. Tudo que acontece com ela, tudo é o diabo, ela precisa jejuar mais, precisa orar mais, meu Deus ser crente assim é ser um crente tão místico como um espírita que deve um monte de obrigações para que isso não aconteça ou aquilo aconteça. Muitas pessoas se condenam e se mandam ao inferno sozinhas. Isso não é culpa de igreja nenhuma não porque todos tem a Bíblia na mão e se ler vai entender porque quem nos ilumina é o Espírito Santo. Estava no meu trabalho e a senhorinha da limpeza estava agitada, eu perguntei irmã que houve? Ela começou a chorar porque estava fora da comunhão porque o líder dela a viu de calça no serviço. Eu disse, irmã, eu ouvi um testemunho que dizia assim: hoje temos nosso número de celular e podemos levar para a operadora que quisermos, irmã você tem a salvação que independente de placa a irmã leva consigo. Busca outro lugar minha amada, isso é fardo da religiosidade. Há 15 dias atrás veio um casal muito abençoado em minha casa, mas que não suportam mais esse fardo. Eles estão cansados, cheios de doutrinas humanas daquelas que pega a pessoa pelo medo para mantê-la presa na denominação. Um fardo pesadooooo demais. Ele está tão confuso que sem perceber estava crendo na salvação pelas obras!!!!  Estava crendo que dízimo leva pro céu, porque quem não dá vai pro inferno!!!! Ele acreditava que Deus o respondia mediante seus esforços. Um caso muito sério. Ambos cansados. Confusos. Quantas pessoas hoje não estão servindo mais a Cristo há muito tempo, e sim as denominações. Eu ouço um evangélico sempre dizer assim: eu cumpro minhas obrigações. Será que essa pessoa lembra da salvação pela graça? Será muitos crentes não tem cumprido obrigações? Quantos e quantos trabalham e de repente num domingo precisam descansar, a carne, a humanidade física mais pelo fardo da religiosidade estão na escola dominical, no culto á noite. Tem crente que só se sente salvo se estiver dentro de um ativismo religioso. Tem crente que só se sente salvo se estiver ‘cumprindo” seus rituais de monte, jejum, revelação, oração de madrugada. Queridos e amados eu desde que tive minha filha e fiquei hipertensa não jejuei mais. Não posso, tomo medicamento. E ai é do diabo, também? Não!!!!!! “A OBRA DA CRUZ E DA GRAÇA ME COBRE POR ISSO TUDO COM O SANGUE QUE CRISTO VERTEU PAGANDO TODAS MINHAS DÍVIDAS”  Jejuar é bom? Sim. Mas não é um sacramento. Quantas pessoas estão vivendo religiosamente e nós dizemos fervorosamente. Não significa que devemos desprezar o jejum, a oração, as madrugadas, não estou dizendo isso,ok. A sua graça me basta e viver pela graça não é tão fácil como parece.

                   Enfim, talvez você reflita e descubra tantos outros fardos que não foram citados, talvez o fardo de viver os problemas dos outros, entre outros, e outros mas eu te convido dentro desta leitura há uma reflexão pessoal. Viva sua vida livremente. Busque á sua felicidade, olhe para a palavra e busque o que Deus tem para você, olhe a Bíblia de forma um pouco mais egoísta como se Deus a escrevesse só para você. E se coloque dentro desta verdade. Não se esqueça nunca que o que é bom para mim, pode ser um fardo para você ou vice-versa. Se você detectou um fardo, lance-o na cruz de Cristo porque Deus tem um caminho suave e um descanso reservado para tua alma.


12 comentários:

  1. É verdade mesmo que as pessoas sofrem pelos mais variados motivos, mas o pior de tudo é ver o que muitos lideres cristãos fazem com a Graça.
    A Graça veio para trazer alivio ao ser humano, mas um montão de crentes transmitem uma Graça parcial que na verdade escraviza e não liberta, com as suas regras anti-bíblicas, nefastas, autoritárias e ditatoriais, que transformam o que seria benção na vida dos irmãos em des-Graça.
    Na agência onde a Débora trabalha, a mulher da limpeza que é crente, só começou a colocar calça para fazer o serviço, porque a Débora a convenceu que não era pecado, (o pastor da igreja dela disse que quem usa calça vai pro inferno). Mesmo assim ela fica com medo e só usa no serviço. Isso é des-Graça.
    ...
    ...
    Num cansa não, eu quero falar maaaaaaaais.. agora vem a Pregação..kkkkkkkkk
    ...
    Um dos segredos de se viver pela Graça é se lançar nos braços dela e depositar todos os nossos fardos ali, e depois, livres de todo o peso de culpas, e mágoas que o nosso orgulho teimava em alimentar, sermos úteis ao Senhor conscientes e motivados pela gratidão a Deus, que suportou e tem suportado as nossas debilidades.
    Gratidão por chegarmos ao entendimento da Graça.
    Gratidão que nos faz querer agradar ao Senhor.
    Gratidão que nos faz chorar de alegria quando meditamos no Amor que está na Graça.
    Diante da imensurável Graça só nos resta a posição de adoração e gratidão eternas. Amém!
    ...
    Mira que hermoso hermamita sobrina...
    hacia husted:
    Te esfuerces y seas valiente; no temas ni desmayes, porque Jehová tu Dios estará contigo en dondequiera que vayas.
    ...
    No te quedes aburrida practiques el español...
    HASTA !!

    ResponderExcluir
  2. Não entendi seu comentário amada
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Ah nem comentou sobre meu novo look bloguistico kkkk bjs e saudades maninha.

    Ao tó-ninho um recadinho no blog da pastoragente pra ti

    ResponderExcluir
  4. Eu li o seu meigo recadinho.
    Sabe o que circula na internet ?
    Que o Osama Mister Benn Laden convocou a todos os seus compatriotas que explodam o mundo.
    Marcaram um dia em que todos os Afegãos etc.. comerão repolho aos montões e EXPLODIRÃO o mundo com os seus gases letais.
    Vai ser pior que o filme 2012.

    ResponderExcluir
  5. Muito bacana esse novo formato do seu blog.
    ....
    Sabe o que acabei de falar pra Débora ??
    ..
    Vou lá no Pensando Alto ver o que aquela doida escreveu agora ..kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Deixei umas palavrinhas meigas pra tú no blog da Pastoragente.
    ..
    Não se estresse muito....leia os blog's..kkkk

    ResponderExcluir
  7. BUÁAAAAAAAAAAAAA
    BUÁAAAAAAAAAAAAAAAA
    TIO TONINHO ME FEZ CHORÁAAAAAAAAA

    HEHHEHEHE

    ResponderExcluir
  8. Ô, fia...desculpa! Foi só um jogo de palavras, pois como vc fala de GRAÇA no texto eu emendei com uma brincadeira desejando dizer que todo o fardo é realmente sem...Graça.
    Foi mal colocado.
    Agora falando sério, dá uma olhada no que os seus recadinhos meigos pro Tó-ninho e os dele pra vc me resultaram.
    Encheção de saco daquele monte de asnônimo que adora meter o pau em tudo o que eles acham falta de espiritualidade.
    Haja Deus!!!

    ResponderExcluir
  9. Inda bem que vc viu lá o que aquele monte de legalista desocupado escreveu. Ainda tem um comentário que não publiquei de tão baixo e cheio de besteiras.
    Esse povo deve ter sido mordido por algum morcego endemoniado, viu!!!

    ResponderExcluir
  10. KKKKKKKKK
    aI FIA CADA UMAAAAAAAAA

    BJS TE AMO

    ResponderExcluir
  11. oi visite o meu blog de sindrome, obrigado.

    ResponderExcluir

Podem comentar...eu fico feliz!!!!!!!!!