27 de out de 2009

Coisas desta Vida...

                   
        Existem várias maneiras de se aprender. Podemos aprender ouvindo bons conselhos dos mais velhos. Podemos aprender estudando a Bíblia. Podemos aprender errando e quebrando a cara mesmo. Na verdade buscamos sempre entender, justificar ou criticar. Mas uma coisa que temos muitas vezes nos esquecido é que nem tudo pode ser visto de uma única ótica. De repente o que pra você é um absurdo para uma outra pessoa pode ser uma solução. Tenho buscado nestes difíceis dias o ponto de equilíbrio. Tenho buscado e pedido a Deus que realmente me dê um coração disposto a obedecer, cumprir o seu querer, sem reservas. Acredito que a podridão se alastrou mesmo e as pessoas perderam o respeito mesmo umas pelas outras. Perdeu-se a linha do limite entre seu achismo e achismo do fulano. Infelizmente muitas pessoas são muito radicais em seus pensamentos e acabam machucando as pessoas por isso. Perdeu-se a o amor.



                 
                           Eu estive muito triste nestes dias porque cada dia mais a minha tese tem se cumprido como verdadeira, porém, ela não poderia. Eu queria estar louca, desregulada, porém gostaria mesmo de estar errada. Mas eu não estou... Eu pude ver novamente que as pessoas hoje não se preocupam mais com a honra, a dignidade, estão fazendo as coisas num surto. Eu fico muito triste como o evangelho tem sido tratado. Para alguns evangelho é sinônimo de emprego, de vaidade, de realização pessoal, enfim, usam o evangelho para tantas coisas, mas eu não vejo sabe ninguém entrando nas favelas, pisando os pés no esterco para falar de Cristo pro agricultor. Mas os ricos todo mundo quer evangelizar. Eu estive na minha igreja sexta-feira e o pastor estava falando sobre um país cuja as terras não produzem nada, nada, nada. Pelo fato de serem terras em regiões vulcanicas. Neste lugar os pastores trabalham 12h por dia todos os dias. Neste lugar as ovelhas necessitam de salvação e de comida. Nós lutamos por uma vida melhor não é mesmo? Um carro melhor, comprar mais roupas...mas lá neste lugar eles querem só uma coisa: comida! Neste lugar ninguém tem para dividir. Muitas vezes pastores recebem ovelhas tão fracas em todos os sentidos, espiritualmente, fisicamente, emocionalmente. Nós não conseguimos entender isso, mas o pastor comentou que esses pastores muitas vezes abrem mão do seu almoço, ou jantar para dar para pessoas que chegam desfalecidas de fome. E o amor é isso, amar pelo evangelho. Aqui nós podemos ver missionários-pastores que vão de igreja em igreja pregando, pedindo para você comprar cd, DVD, livro, mas estão todos bem nutridos, com seus lap tops, bons relógios. E ainda acham ruim se a oferta não for boa. Muitos jovens com 18,20 anos já estão praticando esse ministério sem nenhuma experiência de vida, sem bagagem. Temos visto muitos grandões também ensinarem heresias absurdas em nome de prosperidade fácil. A Bíblia diz que do “suor do teu rosto ganharás o teu pão”, isso foi generalizado para todos os homens. Eu olho para a vida de Jesus, ele não era um largado. Jesus era carpinteiro como seu pai. Paulo mesmo com todo seu ministério missionário ele era fazedor de tendas. Ele trabalhava, ele era um doutor da lei. Para quem não sabe Paulo foi instruído aos pés do Filósofo Gamaliel. Ele era um doutor da lei. A letra o matou? Não!!! Quem mata o homem é o seu pecado, sua ganância, sua arrogância, sua falta de caráter. O mais engraçado que fico pensando, é que Jesus só chamou para serem seus discípulos homens ocupados. Todos tinham uma profissão. Interessante... Eu particularmente não tenho chamado missionário de campo. Mas hoje tenho graças a Deus ido de outra forma até os campo. Deus tem me chamado para contribuir financeiramente. Se tem um dinheiro que dou sem reservas é para missões de verdade. Tem gente que acha que pregar de igreja em igreja, pegar carona, gostar de comer de graça coisas boas é missões? Sabem que não. Você meu caro leitor, sabia que 15 reais para uma irmã que está no Xingu ela exulta de alegria! Tudo para os verdadeiros missionários é bem vindo. Experimenta dar 15 reais para esses pseudos-missionários? Eles te fulminam. Não é pecado almejar o episcopado. Ser pastor deve ser um privilégio, um prazer. Meu pastor com todos os perrengues da vida ministerial observo nele que ainda existe o brilho nos olhos pelas ovelhas. Quando você conversa com missionários de verdade, eles contam as experiências com alegria. O campo para eles é sua vida. Isso hoje para mim que faz a diferença. Pastores que ainda tem alma de pastores. Missionários com alma de missionários. Ministros de louvor que ministram ao Senhor e não a sua própria glória. Para mim hoje o ideal é o que eu tenho vivido. Tenho buscado a vontade de Deus cada dia. Desfrutado da vida que Ele tem me dado.


               Amigos...ah isso é um assunto delicado. Infelizmente a gente faz idéias de amigos e projetas em pessoas. Por isso tem dado tudo errado. Eu acabo acreditando no seguinte: Muitas pessoas passam pelas nossas vidas e fazem diferença naquele momento. Porém não podemos intitulá-las amigas. São companheiras daquele momento. Outros momentos virão e outras pessoas com eles. Cada um de nós tem uma história, uma maneira de proceder. O maior problema é que quando a gente se dá a gente também espera sim algo. Precisamos aprender a ter amigos, a gente abre a nossa vida logo, vai pondo a pessoa para dentro da nossa casa, da nossa vida... Ai é onde você cobra da pessoa e ela não corresponde, você se sente traído. Sabe eu hoje tenho amizades, mas tenho aprendido ser mais livre e dar mais liberdade para os que convivem comigo. Amigos? 1, 2 talvez. Acredito em família, sempre. Que hoje vejo também que devemos cada um ter sua particularidade respeitada. Outra coisa que vejo hoje é que você não pode dar uma cordinha pra ninguém, porque logo a pessoa já começa a te envolver nos problemas dela. Como? Na primeira dificuldade ela te pede dinheiro emprestado...não paga e ai acabou-se tudo. Geralmente crente gosta de fazer isso...infelizmente Enfim, quando cada um fizer sua parte, se colocar no seu lugar, cumprir seu papel, tudo vai ser bem melhor!!!




Abraços!!!!

2 comentários:

  1. Então, querida, é isso mesmo!!
    Eu concordo com muito do que vc escreveu.
    Acho que nas Bíblias de muitos está escrito: "Mais bem aventurado é receber do que dar".
    Beijos e olho vivo.

    ResponderExcluir
  2. É verdade mesmo,infelizmente nós nos decepcionamos com o gênero humano, e temos que ter discernimento com essa geração de crentaiada que se aproxima de nós. Creio que sempre teve os exploradores da fé, em menores proporções, mas sempre existiram. Nós é que estamos mais bem informados e mais espertos. Os cara de pau espertalhões usam todo tipo de técnicas para nos assediar. O apóstolo Paulo cita em uma das cartas que um dos maiores problemas que enfrentava era o de falsos irmãos, e nós não somos diferentes, temos que lidar com pessoas falsas dentro e fora da igreja. Seria bom se pudessemos contar sempre com amizades verdadeiras, mas quem tem convívio tem decepções.
    Não sei se você olhou, mas coloquei comentário em todos os seus posts. Eu gosto de ler o que você escreve.

    ResponderExcluir

Podem comentar...eu fico feliz!!!!!!!!!